2005/10/14

Uma pausa maior?


Para além da irregularidade com que tenho frequentado a Memória, consequência de outra prioridade dada aos meus alunos de mestrado, vou na próxima semana adicionar um outro constrangimento, uma vez que amanhã voo para os Estados Unidos, onde em Orlando (Florida) vai decorrer a conferência anual da "Association for Educational Communications and Technology" (AECT), porventura a maior organização internacional no campo da tecnologia educativa. Sou membro há quinze anos e nos últimos dez tenho, com certa regularidade, ido a todas as conferências. É uma oportunidade rara de contactar com os maiores especialistas de muitos países, permitindo-nos aperceber quais as tendências que emergem das inovações tecnológicas.
No regresso não deixarei de deixar aqui as minhas impressões. Até lá!

4 comentários:

SaltaPocinhas disse...

A esta hora já deves ter partido, mas de qualquer maneira aqui ficam os votos de uma boa viagem (aliás, duas a de ida e a de volta). E estás desde já "convidado" a contar todos os pormenores de como vai a educação pelo mundo. Vê lá se trazes alguns ensinamentos. Não deve ser difícil tentar imitar os que têm melhores resultados que nós! é uma coisa que sempre me deixa curiosa: como é a educação nos outros países? Porque há tanto sucesso nuns e tanto insucesso noutros?

Miguel Sousa disse...

pena esse tip+o de contacto não ser acessível a qualquer bolsa...sempre esperamos que no seu regresso possa partilhar experiências pertinentes connosco

Varela de Freitas disse...

Como vêem, até nem cumpri a ausência... uma vez que a tecnologia cada vez permite maiores "luxos", como ter internet no quarto do hotel a preços razoáveis. Agradeço os votos de boa viagem.
Quanto à possibilidade de fazer estas viagens, relaciona-se, como é óbvio, de ter disponibilidades provenientes da minha situação de professor universitário, pertencendo a um centro de investigação e, ainda, não vale a pena esconder, ao facto de nesta altura da vida ter um vencimento razoável...

Miguel Sousa disse...

Não veja qualquer crítica a isso...acho optimo..fiz só uma, simples constatação e ao mesmo tempo tentei introduzir a debate a importancia de se investir na formação, bem como a importância do papel do estado em torná-la mais acessivel