2005/02/08

Devagar, devagarinho…



Ao decidir ultrapassar os limites de um blog praticamente fechado (por de algum modo só fazer sentido para mim e para os meus alunos de uma disciplina de mestrado) para um blog aberto, não imaginava o que ia acontecer. E o que tem acontecido é estimulante, por ver que há quem me visite, como eu passei a visitar muitos pontos cheios de interesse, e que até há quem queira estabelecer comigo links – como aliás fiz para os que vou conhecendo e admirando. O que não é tarefa fácil, porque são muitos e o meu tempo nem sempre me permite escrever, ler e comentar o que me apeteceria. Irei devagar, devagarinho, aumentando a minha lista de blogs com os que se tornem indispensáveis, vagueando ao sabor da minha memória, dialogando com amigos que (na maior parte dos casos) não conheço mas vou identificando pelas suas ideias. Para já, uma certeza: estou completamente rendido a esta forma de comunicar.

5 comentários:

MJMatos disse...

Não deixa de ser curioso como "esta forma de comunicar" parece ter vida própria. Quando leio as minhas entradas iniciais e vejo no que o meu blogue se tornou, noto essa deriva que faz com que o blogue não seja só meu, mas uma entidade semi-autónoma. Parte desse efeito deve-se à formação duma comunidade virtual de pessoas que, sem se conhecerem, se juntam por afinidades. Já estou a abusar do seu espaço, porque me dei conta que, de alguma maneira, estava a escrever a entrada que irá celebrar o primeiro aniversário do Que Universidade? Estranha forma de vida, esta!

Anónimo disse...

Independentemente das diferenças de opinião a sua visita ao meu blogue será sempre bem acolhida. Fico à espera do seu prometido post. E já agora: seja bem-vindo à blogosfera.

(http://almabenfiquista.blogspot.com)

Varela de Freitas disse...

Para MJMatos
Como diriam os nossos amigos brasileiros, "é isso aí!". Sinto exactamente o mesmo. E o mais interesante é que me apercebo de uma autenticidade, de uma integridade por parte de quem comunica que ultrapassa mesmo a que se pode ter numa conversa "real".

Varela de Freitas disse...

À almabenfiquista
É óptimo haver diferenças de opinião; o unanimismo é péssimo conselheiro. Agradeço as boas vindas.

António Carlos Coelho disse...

Caro Professor Varela de Freitas
Permita-me que discorde de si quando afirma que o blog de Curriculo e Cultura só fazia sentido para si e para os seus alunos... Eu era seu fiel leitor, tenho "pena" que tenha acabado, e considero mesmo que ele realizava uma das funções da Universidade, entendida no seu sentido mais lato: ser uma porta para o conhecimento! por aquela porta entrava quem queria e "bebia" do que queria. Era sempre com grande prazer que por lá deambulava todos os dias!
Um abraço de amizade
A. Carlos Coelho