2005/02/17

17 de Fevereiro



Deixem-me hoje expressar o meu regozijo por comemorar mais um aniversário da minha Universidade – aquela onde iniciei, há vinte e oito anos, a docência no ensino superior: a Universidade do Minho. Como fez 31 anos, isto significa que quando aceitei trocar Lisboa por Braga a Universidade tinha 3 anos, apenas gatinhava… Foram tempos de grande entusiasmo, que um dia evocarei com algum pormenor. Hoje apenas quero sentir-me orgulhoso por pertencer a uma Universidade que cresceu, ao longo destes anos, mostrando uma vitalidade aliada a qualidade que a faz ser reconhecida nacional e internacionalmente.
O dia foi de festa, como são todos os 17 de Fevereiro; somente hoje houve um adicional de interesse na comemoração, por ter sido concedido o doutoramento honoris causa a Joaquim Chissano, que há pouco deixou a presidência da República Democrática de Moçambique. Esteve presente o Presidente da República, Jorge Sampaio, e, por ser o padrinho do doutorando, Mário Soares. Foram oradores, fazendo o elogio do Padrinho e do doutorando, os Professores Pedro Bacelar de Vasconcelos e Manuel Lobo Fernandes. Foi uma boa sessão, com boas intervenções; para além da cerimónia do doutoramento houve as habituais alocuções do Reitor, dando conta do que se fez em 2004 e perspectivando 2005, e do Presidente da Associação Académica da Universidade. Foram ainda entregues as cartas doutorais a quem tivesse obtido o doutoramento no ano anterior.
Este é mais um dia para conservar na minha memória…

2 comentários:

SaltaPocinhas disse...

E eu a olhar para a TV a ver se te via lá no meio daquele pessoal! Parabéns então pelo aniversário da tua "escolinha"!

Miguel Sousa disse...

acredito que faz falta ao panorama universitário sangue novo, o sangue que a vossa Universidade representa....talvez dessa forma possamos crescer mais rapidamente....criando uma diversidade de opções