2005/09/25

Fim-de-semana


Acredito que para a maior parte das pessoas o fim-de-semana acabe por ter as suas rotinas, mesmo para aquelas que sejam avessas à manutenção de hábitos. Eu, que assumo sem qualquer problema que sou um homem de hábitos, criei sem esforço rotinas de fim-de-semana, como desligar o rádio despertador, mesmo que saiba que quase inevitavelmente vou acordar à mesma hora dos dias ditos de trabalho. Uma outra rotina é dar atenção ao correio que chegou, e que foi visto rapidamente na altura mas deixado no cesto (forma de expressão, porque é de madeira…) até ao sábado seguinte. Finalmente – é por ela que escrevo este post – a minha outra rotina é preparar, essencialmente ao domingo, a semana de trabalho que segue. E aí, claro, pára a rotina, porque nesta altura o meu trabalho é muito mais variado do que quando era só professor e apenas me preocupava com o plano de actividades para os meus alunos.

Mas neste fim-de-semana este trabalho foi bem diferente.

Como disse, comecei as aulas da unidade “Currículo e Cultura” e conheci, na sexta-feira, a quase totalidade dos meus alunos. Como sempre, gostei deste arranque. Não tenho mesmo memória de alguma vez ter começado um curso e não ter tido prazer em fazê-lo. É um grupo numeroso (35 alunos) mas vamos encarar estratégias que consigam ter sessões lectivas com actividade partilhada. A média de idades é 33 anos e meio, com um máximo de 48 e um mínimo de 23 anos. Quanto ao género, 25 senhoras e 10 homens. São praticamente todos profissionais, ligados à educação em uma diversidade de instituições escolares. São provenientes de meio país: desde Lisboa a Bragança, passando por Leiria, Coimbra, Viseu, Ovar, Porto e arredores. Juntam-se estes estudantes a uma pequena maioria do eixo Braga-Guimarães. Deste número de estudantes, também quase todos têm endereço de e-mail e acesso fácil à Internet. Isso era condição indispensável para sugerir a continuação do blog que começara há dois anos, que foi aceite (unanimemente). Dois estudantes têm o seu próprio blog.

Tem sido esse o meu trabalho de fim-de-semana, preparar as coisas para que para a semana arranque tudo como deve ser. Um trabalho agradável.

Parto para este curso com expectativas, como sempre, também. Gosto de ser professor, realizei-me nessa profissão, e embora tenha gosto em outro tipo de trabalhos e até os faça bem (perdoe-se-me a imodéstia) é com os estudantes que me sinto bem, ainda que por vezes estar três horas consecutivas no comando das operações já seja cansativo.

Mas começar o curso fez-me bem. Na altura própria, direi quando o nosso blog, “Currículo & Cultura”, vai arrancar. Para já, se quiser, pode visitá-lo aqui.
A terminar esta reflexão de fim-de-semana, apenas uma nota: as rotinas vão-se substituindo… Por exemplo, há anos era prática corrente almoçar fora aos domingos; hoje, só por excepção saio. Aproveita-se tão bem o tempo na calma de um domingo!

3 comentários:

Emilia disse...

Já lá dei um salto, ao blog dos alunos. Agora aguardo a continuação.
Um abraço,
Emília.

Miguel Pinto disse...

Tentei, sem êxito, deixar por lá um comentário, saudando os colegas "novatos (?)" na blogosfera. :(
Sei que será transmitido pelo VF.

SaltaPocinhas disse...

também ia almoçar fora dantes, mas há muito que optei pela pacatez do domingo em casa. Televisão, conversa e...preparar a semana de aulas.
Vingo-me no sábado, com uma voltinha até à praia que inclui o pastel de nata mais delicioso do mundo e uma voltinha à beira-mar que é muito mais bonito no outono!